A Arte da Felicidade II

Postado por Rô Maia

A Arte da Felicidade é o título de um dos livros de Sua Santidade Dalai Lama, onde ele passa os fundamentos do budismo tibetado e seus ensinamentos de como sermos felizes.

A felicidade não surge do nada. É um processo árduo e contínuo de autoconhecimento e autoreconhecimento como pessoa plena e livre de sentimentos como medo, inveja, raiva, etc. É uma arte sendo construida a pinceladas diárias, horárias, utilizando-se das cores como compaixão, empatia, humildade, entre outras.

Não é uma coisa fácil - apesar de os fundamentos estarem muito bem explicados e de serem totalmente aplicáveis no nosso dia-a-dia - porque é uma entrega total de nós mesmos abandonando o egoísmo em busca do que é melhor para nós e para os outros.

Temos conceitos passados pela mídia ou culturalmente irraizados dentro de nós: o que nos faz feliz? Sermos melhor que o nosso vizinho? Termos mais que os colegas de trabalho? Sermos bonitos, jovens e ricos?  Pois é...  coisas tão efêmeras, não é? Mas se pararmos para olhar, é isso mesmo que pensamos todos os dias, todo o tempo. Então, quebrar essas correntes de pensamento é uma verdadeira arte pessoal e instranferível, mas tenho certeza, que a beleza da felicidade compensa o sacrifício.

3 comentários:

  1. João disse...

    Rosangela,

    No fundo é um processo de despirmos a individualidade terrena e estabelecermos conexão com o espiritual,através da nossa Essência.
    Por isso é um trabalho diário e persistente,para recriar-se a nossa verdadeira Identidade.

    E muito bem notado que a cultura mediática desvia-nos desse caminho...

    Abraço amiga,
    joao

  2. Arte é Ato disse...

    João,

    Agradeço sua visita e sua indicação.

    Rô Maia

  3. Eninha e Pedro Campos disse...

    Rosangela ,
    A compreensão correta a atitude correta (boa vontade), a fala correta (honestidade), o modo de vida correto (não impor sofrimento aos outros), o esforço correto , a atenção correta (máxima percepção do presente) a mente tranqüila é
    sinônimo de paz e paz é felicidade e ser felizes e o que todos nós queremos, não é? Não é fácil, Há de se tentar...
    Bom domingo.
    Pedro

Postar um comentário