A Arte de Amar

Postado por Rô Maia

"Eu quero a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida..." (Cazuza)

Algumas frases de efeito: " Quem nunca viveu um grande amor... viverá! Quem nunca chorou por amor... chorará!"

Pois é... aqui estou eu para falar de um sentimento já tão nosso velho conhecido: o Amor! Vou falar por mim, ok? Não tem nenhum estudo científico sobre isso...  Amar é uma arte.

Você passa dias em frente ao computador... não sai uma linha, uma palavra sequer. Você olha tela e tintas, mas nada parece combinar... falta... falta... algo. E não adianta procurar o que é... simplesmente não é o momento. Por isso que eu digo: o ato de amar é uma arte.

Ficamos como loucos carentes buscando por alguém - nossa palavra inspiradora, nossa combinação de cores perfeita - e... nada. Sabem porque? Porque assim como obras primas surgiram de pinceladas a pinceladas, palavras a palavras, o amor é uma construção divina entre dois seres. Mais do que como uma planta a ser regada, o amor surge, muitas vezes no momento mais impróprio, pela pessoa mais improvável e quando vemos, ele já está lá, instalado dentro de nós. Só precisamos então, ter coragem de enfrentar esse desafio e construir nossa obra prima!

Escrever um livro é um trabalho diário. Exige pesquisa, escrever, revisar, tirar dúvidas, consultar especialistas, revisar novamente e mesmo assim, talvez nunca esteja terminado por completo. O amor verdadeiro, real, eterno é feito um bom livro. Precisamos pesquisar para melhor conhecer o outro. Viver esse amor com todas as palavras. Isto significa aceitar as boas e más palavras, as qualidades e os defeitos. Revisar e eliminar qualquer dúvida que possa existir entre ambos. Nos momentos críticos - não pense que não existirão - pode-se consultar amigos, família, terapeuta de casais, sei lá... o importante é não deixar que a peteca caia e desistir no primeiro obstáculo. Eu disse que eles existiriam...

O resultado é uma obra prima. Vinicius de Morais dizia que não precisava ser imortal, afinal era uma chama... mas também sabia que a amaria por toda a sua vida!


2 comentários:

  1. Rodrigo Piva disse...

    A falta de inspiração passou longe de ti, parabéns pelo belo texto.
    Beijo e ótimo final de semana! ;-)

  2. PAULA PEREIRA disse...

    Olá amiga vim dar uma espreitadela e aproveito para desejar um bom fds.

    Paula

Postar um comentário